História e Atividades
 Estrutura
 Mercado de Trabalho
 Infraestrutura
 Pessoal
 Estatísticas
  
  
 Engenharia Elétrica
 Cursar
 Atividades
 Docentes
 Projetos Finais
  
  
 Computação
 Controle e Automação
 Nanotecnologia
  
  
 Apresentação
 Histórico
 Objetivos
 Áreas de Concentração
 Exigências
 Infraestrutura
 Suporte Financeiro
 Inscrição
 Estrutura Curricular
 Horários
 Laboratórios
 Docentes
 Teses e Dissertações
  
  

RPA@PUC

WEBMAIL

 

Fale Conosco Fale Conosco Área Restrita Área Restrita English Version Versión Español
Pós-Graduação
   HISTÓRICO   
Histórico do Programa
 
Fundado em 1947, para dar início ao programa de graduação, o DEE implementou em 1963, o curso de mestrado - de forma pioneira - e em 1981, o curso de doutorado, junto com o CETUC. Financiado pelos órgãos de fomento ao ensino e à pesquisa federais e estaduais desde o início da década de 70, tem se apresentado historicamente em situação de vanguarda. Reconhecido pelos seus pares no país e no exterior, tem obtido sempre excelentes avaliações externas.

O Programa já formou mais de 1042 mestres e 249 doutores. Atualmente tem-se mais de 200 alunos registrados nos cursos de mestrado e doutorado.

 
Ano-Base 2012
 
O Programa busca continuamente a consolidação de um modelo de excelência acadêmica em vistas da realidade brasileira. Quatro itens podem exemplificar esse esforço.

A qualificação e a notoriedade do corpo docente manifestou-se na participação ativa em sociedades científicas e associações, em comissões e comitês de diversos órgãos e agências, em nível nacional e internacional. Destaque para a presidência do IEEE.

O nível de excelência da pesquisa desenvolvida no Programa foi verificado através da divulgação dos resultados em meios importantes em suas áreas de atuação, assim como do suporte dos órgãos de fomento à pesquisa a um bom número de docentes via a concessão e/ou manutenção do apoio em bases individuais ou integradas.

Quanto à participação do alunado, os indicadores do Programa revelam um considerável percentual de discentes autores, em todas as suas formas de expressão.

Continuou intensa a participação de docentes, pesquisadores e alunos em projetos patrocinados por empresas estatais e privadas, aliando academia e produção aplicada sustentadas, e com inegáveis benefícios para a formação de recursos humanos qualificados e versáteis.

A reorganização das áreas de concentração (Sistemas de Energia Elétrica, Métodos de Apoio à Decisão, Processamento de Sinais e Controle, Eletromagnetismo Aplicado, Sistemas de Comunicações) do Programa, levada a termo no triênio passado, mostrou-se acertada e adequada à realidade atual. Em 2008, com consolidação prevista para os próximos anos, estabeleceu-se a área de concentração em Nanotecnologia, com linhas de pesquisa em Nanodispositivos e Nanomateriais, e Nanotecnologia Computacional.

Em 2012, portanto, deu-se sequência ao objetivo continuado do Programa, qual seja uma atuação interdisciplinar e atual, dirigida à realização de atividades de P&D de excelência, aliada à formação de recursos humanos de alto nível. Comparando-se com 2011, percebe-se um incremento substancial no número de alunos e no número de projetos financiados.

A integração com a Graduação tem sido intensa através da participação crescente dos estagiários de graduação nos projetos desenvolvidos pelos quadros docente, de pesquisadores e de alunos de Pós-Graduação. Usualmente, mas não exclusivamente, essa participação ocorre à época da realização de seus trabalhos finais-de-curso. Os trabalhos de iniciação científica amparados pelas agências de fomento e os projetos patrocinados provêem o necessário estímulo. A participação nos projetos tem também permitido aos alunos de graduação adquirir uma ideia mais clara do processo científico de criação e auxiliado na tomada de uma decisão mais consciente ao candidatarem-se à Pós-Graduação após o bacharelado. Praticamente todos os professores ministram cursos de graduação e orientam trabalhos de iniciação científica e de fim de curso.

Nos últimos anos, seguindo tendência européia, os alunos de graduação são incentivados a cursarem disciplinas de pós-graduação. Essa prática tem auxiliado os alunos na decisão de candidatarem-se ao mestrado.